;

André Costa

André Costa

André Costa, artista plástico brasileiro, vive e trabalha na cidade de Ribeirão Preto, especialista em Ensino de Artes Visuais pela UFMG e desde 1999 conjuga com a arte suas reflexões do mundo, da vida, da natureza e da capacidade que temos de construir, destruir e reconstruir.

Em 1999, em meio a uma turbulência estética, descobre uma fissura em sua produção artística, rompe com o formato tradicional dos modos de feitura da pintura “Tinta e Tela” e em busca de novas tecnologias e experimentações formata a “Pintura não pintura”.

Como herança da comunicação de massa, introduz a sua pesquisa e produção artística, materiais, substratos, suportes e interfaces tecnológicas muito comuns aos modos de produção e exibição da publicidade e propaganda, tornando o “Vinil adesivo” como resultante estética desse processo global de feitura, material auto colante que incorpora a sua obra, suas múltiplas funções, cores vibrantes, luminosidade, plasticidade que agregados a experimentação ganham fundamentos da arte contemporânea que logo se tornaria a identidade da obra de André Costa.

Seu processo de criação navega por elementos virtuais e tecnologiade ponta o que contrapõe ao modo de feitura manual da obra, desvendando-se como um processo híbrido de criação, a obra de André Costa tem um caráter reflexivo, aquele que estabelece vínculos e interfaces com outras áreas do conhecimento humano, proporciona uma reflexão sobre as condições atuais de consumo do ser contemporâneo, fazendo da sua arte um veículo de comunicação com o mundo, rompendo barreiras geográficas e territoriais, criando vínculos, concebendo memórias e multiplicando histórias.